Encontre aqui o livro que procura de forma mais rápida

Livros para ler nos clubes - catálogo

A sombra do vento

Numa manhã de 1945 um rapaz é conduzido pelo pai a um lugar misterioso, oculto no coração da cidade velha: o Cemitério dos Livros Esquecidos. Aí, Daniel Sempere encontra um livro maldito que muda o rumo da sua vida e o arrasta para um labirinto de intrigas e segredos enterrados na alma obscura de Barcelona.Juntando as técnicas do relato de intriga e suspense, o romance histórico e a comédia de costumes, "A Sombra do Vento" é sobretudo uma trágica história de amor cujo o eco se projecta através do tempo. Com uma grande força narrativa, o autor entrelaça tramas e enigmas ao modo de bonecas russas num inesquecível relato sobre os segredos do coração e o feitiço dos livros, numa intriga que se mantém até à última página.

A Sul. O Sombreiro

"Manuel Cerveira Pereira, o conquistador de Benguela, é um filho de puta." Assim começa um grande romance de aventuras que nos conduz a Angola dos séculos XVI e XVII, enquanto Portugal vivia sob o domínio filipino. Entre lutas de poder, muitas conspirações, envolvendo governadores e ordens religiosas com os franciscanos e os jesuítas na linha da frente, travamos conhecimento com homens muito ambiciosos, com um inglês um pouco doido, e com os terríveis jagas, os guerreiros incomparáveis que povoavam os piores pesadelos dos brancos, ao mesmo tempo que nos deixamos encantar por um fugitivo que se torna um aventureiro e explorador de terras por desbravar.O regresso de Pepetela com um empolgante romance ambientado nos primórdios do colonialismo, revelando uma época desconhecida da história de Angola.

A tempestade

Numa tarde de Maio, em Londres, depois de um encontro fortuito e de uma decisão apressada, o jovem climatologista Adam Kindred perde tudo - a casa, o emprego, a reputação, o passaporte, os cartões de crédito, o telemóvel - para nunca mais os recuperar. Adam não tem escolha. Perseguido pela polícia e por um homem impiedoso, decide esconder-se, juntando-se às fileiras de desaparecidos que se amontoam no submundo de Londres, enquanto luta para compreender como pôde a sua vida desmoronar-se de uma forma tão espectacular. A sua viagem de descoberta irá transportá-lo ao longo das margens do rio Tamisa, desde o opulento distrito de Chelsea até aos lugares mais degradados do East End. Pelo caminho, irá encontrar aristocratas, prostitutas, evangelistas e uma mulher polícia - e versão após nova versão de si mesmo.

A tulipa negra

Em 1672, Guilherme de Orange toma o poder na Holanda. Cornélius van Baerle, um promissor botânico cujo único desejo é criar uma túlipa negra perfeita, irá envolver-se inadvertidamente nas intrigas políticas da época. Depois do massacre do seu padrinho, é acusado de traição e condenado à morte. Todas as suas esperanças repousam em Rosa, a bela filha do carcereiro. Os dois jovens verão o seu amor desenvolver-se ao ritmo do crescimento desta túlipa que Rosa cultivará no seu quarto. Mas há ainda um inimigo que terão de enfrentar.

A Única Coisa

O livroA Única Coisateve mais de 175 aparições em listas debest-sellersnos EUA, como noWall Street JournaleNew York Times. Ganhou 12 prémios e foi traduzido em 20 línguas. Tem sido seleccionado como como um dos Top 5 Livros de Negócios por vários responsáveis de Recursos Humanos. Este título já vendeu mais de um milhão de cópias no mundo inteiro!A Única Coisaé um conceito simples que defende que nos devemos concentrar no que é mais importante na nossa vida pessoal e no trabalho. Ao enfocar a sua energia numa Única Coisa de cada vez os resultados aparecem!Mais do que uma "fórmula" para viver melhor, os autores deste livro dão-lhe o segredo para viver de forma mais saudável e atingir os resultados que sempre ambicionou. Gary Keller e Jay Papasan revelam neste texto, muito ilustrado, os passos para viver com um propósito, prioridades e produtividade e assim conseguir resultados extraordinários.Neste livro irá aprender a:- Abrir caminho entre a desordem.- Conquistar melhores resultados em menos tempo.- Conseguir mais entusiasmo para atingir o seu objectivo.- Diminuir ostress.- Ultrapassar o sentimento de estar sobrecarregado.- Recuperar as suas energias.- Manter-se no caminho certo.- Dominar o que é mais importante.

A Valsa Esquecida

Gina recorda a senda de desejo e de acaso que a levou a apaixonar-se por Seán, «o amor da sua vida». Enquanto a cidade lá fora fica paralisada pela neve, Gina recorda os tempos que passaram em diversos quartos de hotel: longas tardes que a felicidade e a negação tornaram indistintas. Agora, enquanto as ruas silenciosas e a quietude e a vertigem da neve que cai tornam o dia luminoso e pleno de possibilidades, Gina enfrenta a intempérie para se ir encontrar com uma rapariga a quem chama o «belo erro» de Seán: Evie, a sua frágil filha de doze anos. Neste romance extraordinário, uma espécie de caixa de segredos, deparamo-nos com o relato de acontecimentos súbitos e decisivos da vida quotidiana, com as relações voláteis entre as pessoas, com a frescura do olhar para cada estremecimento e gesto, com a captação irónica e exata das famílias, do casamento e da fragilidade da meia idade. São evidentes toda a verve, o humor e o extraordinário controlo característicos da autora, bem como a capacidade de fundir o banal e o miraculoso. Em Valsa Esquecida, toda a atenção é voltada para o amor e acompanhamos a viagem sentimental de uma heroína prevaricadora e inesquecível. Uma obra-prima de inteligência, paixão e originalidade.

A viagem dos inocentes

A primeira edição portuguesa de um dos grandes clássicos da Literatura de viagens. Mark Twain, «pai da literatura americana», parte num navio em direcção à Europa, passando pelos Açores, cuja descrição será irresistível para os leitores lusófonos. Entre os seus destinos incluem-se Marrocos, França, Itália, Grécia, Rússia e, mais a oriente, os lugares bíblicos. Os seus relatos, descrições e considerações denunciam, para além de génio literário, um sentido de humor intenso e inesgotável. Na verdade, este foi o maior sucesso literário que Mark Twain conheceu em vida.

A viagem pela alma humana

Como reconhecer um verdadeiro amigo? Como distinguir quem nos mente, quem nos engana? Como saber se um amor está profundamente enraizado ou se não passa de uma simples presunção? Na vida privada como na vida profissional, são muitas as situações em que gostaríamos de saber ler os cambiantes da alma humana e destrinçar entre sinais contraditórios, nos quais aos mecanismos muitas vezes envolvidos pela psique se juntam os preconceitos enganadores que ofuscam a nossa interpretação de personagens vaidosas ou humildes, generosas ou gananciosas, corajosas ou mesquinhas, construtoras ou destruidoras. Conhecê-las é uma das viagens mais fascinantes que podemos empreender.Retomando o fio de mais de trinta anos de reflexões, Francesco Alberoni vai guiar-nos neste percurso de descoberta e de revelação, trazendo à luz os impulsos primordiais do nosso agir, as razões mais escondidas, os factos que preferíamos ignorar, os desejos contrastantes, os pensamentos que não queremos admitir, a facilidade inconsciente para o engano e para o autoengano. Da necessidade de estabilidade à necessidade primária de mudança, da tendência para nos abandonarmos a delicadas relações sentimentais aos problemas da vida de casal, da vulnerabilidade a que nos expõem as nossas escolhas à fragilidade gerada pela solidão, este livro explora os ângulos mais esconsos da alma humana, colocando-nos com garbo mas sem desculpas perante nós próprios e perante as contínuas escolhas da nossa vida.Uma viagem pelas emoções, pelos sentimentos, pelos vícios e virtudes dos seres humanos, pelos seus ódios, pelos seus amores, pelos seus medos. Um guia para nos conhecermos a nós mesmos e aos outros, para corrigir as nossas fraquezas, resistir aos desafios, enfrentar os obstáculos, realizar a nossa vocação e afirmarmo-nos no mundo conservando a nossa sensibilidade, a nossa humanidade.

A volta ao mundo em 80 dias

Phileas Fogg, um aristocrata inglês, faz uma aposta arrojada com os membros do seu clube em como dará a volta ao mundo em 80 dias. Parte então à aventura, acompanhado pelo seu criado. Para vencer o desafio, teria de estar de volta a Londres no dia 21 de Dezembro de 1872, às vinte horas e quarenta e cinco minutos. Porém, Fogg é acusado de estar por detrás do assalto ao banco de Inglaterra, o que fará com que o detective Fix parta no seu encalço, perseguindo-o para onde quer que Fogg vá. Do Egipto à Índia, e depois para a China, Japão, Estados Unidos (São Francisco e Nova Iorque) e de volta a Inglaterra, somos levados numa viagem através de vários continentes, em diversos meios de transporte existentes na época - vapores, comboios, carruagens, e até mesmo elefante -, numa jornada emocionante que desperta o nosso espírito de aventura e nos leva de volta à infância.

A voz do silêncio

A Voz do Silêncio é uma verdadeira inspiração divina. Uma obra-prima que inspirou Lev Tolstói, James Joyce, Aldous Huxley, Carl Jung, Albert Einstein, Gandhi, entre muitos outros. O texto traça em linguagem poética e elevada, um panorama do caminho que leva à iluminação fazendo diversas recomendações práticas aos aspirantes que o desejam seguir. Ensina-nos a ouvir tudo o que temos no nosso interior como o verdadeiro guia para a vida.

Adeus Tsugumi

Desde a sua nascença, Tsugumi possuía um corpo frágil e vulnerável. Os médicos anunciaram que ela iria morrer jovem e a família preparou-se para o pior. Sob essa ameaça, aqueles que a rodeavam estragaram-na com mimos. Tsugumi desenvolveu uma personalidade resoluta e insolente. Era maldosa e rude, tinha uma língua retorcida, era egoísta, mimada e de uma sabedoria maliciosa... era tal qual um demónio.

África, Paixão da Minha Vida

Desde que me lembro que a minha mãe me lê cartas da nossa família em Barsaloi. Esperava sempre ansiosamente por saber novidades ou ver uma foto recente do meu pai ou do resto da família. Claro que, entretanto, eu mesma já leio as cartas . Quando respondemos escrevo muitas vezes algo em inglês em especial para o meu pai. Muitas vezes questionei-me como seria Barsaloi e o que entretanto mudou. Acima de tudo pensava no meu pai. Como será que ele é hoje fisicamente? E será que mudou como pessoa? O que temos em comum? Perguntas como estas passam-me pela cabeça. É claro que a minha mãe me falava sempre muito dele ou levava-me para o passado com as suas histórias. Realmente tive sempre a minha própria ideia da minha segunda família no Quénia. (B) Agora sinto que chegou a hora de me pôr a caminho para conhecer as minhas raízes. É o momento certo, tanto na cabeça, como no coração. Napiri, a filha de Corinne e Lketinga. Depois de ter encontrado o seu grande amor no Quénia, de se ter tonado a «Massai Branca», de ser obrigada a partir e a instalar-se de novo na Suíça, para depois regressar a Barsaloi como autora best-seller de Casei com um Massai, Corinne regressa a África numa longa viagem em que atravessa Kakaoland e visita os mais pobres de entre os pobres em Nairobi. Neste livro, mostra a energia dessa gente, o seu inesgotável otimismo, a sua vontade de viver. Sobretudo para Napirai, a filha de Corinne e Lketinga, esta viagem representa também um regresso às origens, porque ela visita a sua família africana pela primeira vez na vida. A história de Corinne é um enorme sucesso a nível mundial e comoveu os cinco milhões de leitores nos mais 30 países onde está publicada.
escute os nossos podcasts
Publicidade Rodapé 2

subscreva a nossa newsletter

Sabedoria Alternativa 2011 © Clube da Leitura - Todos os direitos reservados